domingo, 22 de abril de 2012


Por vezes, as mais puras historias, são aquelas que o vento leva, são aqueles onde se luta por uma causa já perdida,  onde se sonha por uma causa já realizada...
Mas nunca desisti de lutar mesmo sabendo que a guerra já tinha terminado, e que tudo o vento transformou numa historia, que por vezes a menos contada. 
E as historias menos contadas, são aquelas onde não se reconhece a dor por de traz de um sorriso (...) . São aquelas historias que ouvidas são como as outras, são aquelas que nunca se sabe ao certo quando é o fim , pois por onde o vento passa acrescenta sempre mais um fim...
Pois o vento é como o tempo, passa entre os nossos cabelos sem nos darmos conta, e quando repara-mos já é tarde de mais, já ele fugiu sem saber quando voltar...